pesquisar   


Sexta-feira, 31 de Julho de 2009
Portugal, sweet Portugal

Mesmo depois de um regresso, no mínimo, estranho, consigo dizer Portugal, sweet Portugal.

 

Durante a viagem Palma de Maiorca - Lisboa (que não estava prevista, mas isso é outra história) a minha cabeça já divagava sobre uma próxima viagem, eventualmente a Viena, ou a Roma, ou à Bélgica, algures. Mas, quando aterrei o meu pensamento já era "ah! Portugal!". E agora quero ficar no país de Luís de Camões durante algum tempo. Realmente, como dizia o senhor taxista que me conduziu até ao Oriente, "não há povo como o português".

Já tinha saudades daquelas coisas que só em Portugal acontecem, como apanhar um taxi em que o taxista é duma terra muito próxima da terra do meu pai (daquelas que pouca gente sabe existirem); do país em que as pessoas do norte falam alto e as do sul nem tanto; de apanhar um comboio super cheio que liga cidades importantes e pagar menos de 30€, de estar com a familiazinha e andar à porrada com a minha irmã.

 

Portugal, sweet Portugal, home, sweet home.

Senti-me, de facto, e depois do Walter mo dizer, "welcome back".



publicado por Undómiel às 09:41
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 22 de Julho de 2009
tenho saudades de aveiro...

... e da rotina aveirense.

 

Das novelas,

do Clandestino e do Mercado negro,

dos jantares,

de ir para casa às 6h vinda do bar das residências,

das noitadas a estudar para os exames,

das minhas cortinas às riscas e dos móveis do IKEA,

de ouvir os amigos a falar mal das minhas relações,

da tomatada da Inês,

das idas ao Jumbo,

do carro do Luís,

de ir à Fanepão comprar croissants de manhã, antes de ir de fim-de-semana,

das noites sem fazer nada em casa do Neto,

das poesias,

as ideias surrealistas do João,

as divagações à la TVI com o Walter,

a arte, a filosofia e a lucidez com a Maria,

do Luís,

os cartuchos da Ramos,

de encontrar toda a gente nas várias mesas do DeCA, sempre com os seus portáteis à frente,

da Inês,

da Marília,

de conduzir o carro dos outros,

de fazer planos e não os cumprir,

de cozinhar para mais que uma pessoa,

do "cai neve em Nova Iorque",

de bater na janela do Álvaro à noite,

da Avenida do Oita,

de dormir numa cama de casal,

dos pássaros do vizinho de baixo,

do vinho tinto

... 



publicado por Undómiel às 02:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | adicionar aos favoritos