Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hoje apetece-me ter um blog.

Hoje apetece-me ter um blog.

17 Jul, 2011

Sbsr #17

Resumir a edição de 2011 do festival Super Bock Super Rock não é muito complicado: - melhor concerto (previsivelmente) e concerto mais participado: Arcade Fire - concerto mais desfrutado ( e \'desfrutável\' apesar do público ter sido terrível): Chromeo - vergonha (a minha) por não conhecer realmente a banda: The Vaccines - a descoberta: Nicolas Jaar - soube-me a pouco: Beirut - meia desilusão: The Strokes - da próxima (...)
13 Jul, 2011

Os 23 anos...

Ainda não cheguei aos 23 anos, mas à medida que os meus amigos que nasceram no mesmo ano que eu vão chegando, a minha reflexão vai progredindo. Não é que goste de sofrer por antecipação, é mais que gosto de pensar em coisas que não ajudam a mudar o mundo. Essas minhas sessões de pensamento mais ou menos inútil conduziram-me à seguinte conclusão: "os 23 anos fazem parte do 'no man's land' das idades". O 'no man's land' das idades é, basicamente, o período que inclui as (...)
... começam a tornar-se estranhos. Na verdade, não é bem aos hábitos de viagem que me refiro, mas aos padrões que definem e caracterizam as minhas viagens, que começam a transformar-se em hábitos. Hábitos esses que eu gostava de não ter. Falo, nomeadamente, do meu mais recente hábito de perder alguma coisa de cada vez que viajo. Apercebi-me deste padrão na minha última viagem, até à Finlândia. No espaço de um ano já perdi a carteira e o guarda-chuva em Veneza, a tampa da (...)
Estive, há umas semanas atrás, na Finlândia, país onde, dizem, nasceu a sauna. A ideia de entrar numa sala para transpirar, confesso, sempre me soou meio ridícula. De maneira que nunca tinha feito sauna. Apesar disso, quando viajo, acho importante reter o máximo da cultura do país de acolhimento. Por isso, experimentar a "verdadeira sauna" é obrigatório para quem vai à Finlândia. Nunca antes me tinha questionado realmente acerca dos efeitos e motivações que conduzem as pessoas (...)
06 Jun, 2011

Kafka à Beira-mar

Estou mesmo a acabar de acabar de ler Kafka à Beira-mar. Ainda estou meio confusa. Mas há duas imagens ligadas ao livro que não me saem da cabeça:  
  O festival eurovisão da canção (adoro o nome em português) não tem, hoje, a importância (ou será valor?) que tinha há umas décadas atrás. Pelo menos em grande parte dos países tidos como "fundadores". Prova disso é que, sempre que alguém diz gostar da eurovisão, o mais provável é ser gozado. É o que acontece comigo. Aliás, já dei por mim várias vezes a dar desculpas porque eu própria me sinto culpada por gostar da eurovisão. A minha desculpa recorrente é "sofri (...)
25 Mai, 2011

Um ano depois

As minhas férias começaram há alguns momentos. Imediatamente fui tomada por uma estranheza inesperada: já passou quase um ano desde que cheguei à Dinamarca e tenho, em princípio, o meu primeiro ano de mestrado pronto. É muito estranho.  Não que nada tenha acontecido, pelo contrário. A verdade é que tudo parece ter acontecido muito depressa. Quase depressa demais. O momento das decisões aproxima-se demasiado depressa. E o meu medo do futuro também. Ser criança é tão mais (...)
Há dois dias atrás fui ao consulado português em Copenhaga para pedir informações sobre o processo de voto à distância. Nesse dia, falei sobre o voto antecipado à senhora que me atendeu e ela disse que a única forma de votar nas próximas eleições era através do recenseamento aqui e que o último dia era o dia seguinte, ontem. Ontem, voltei ao consulado português em Copenhaga, munida de todos os documentos exigidos para o recenseamento. Cheguei cheia de satisfação por estar (...)
Aviso: o título pouco ou nada tem a ver com o conteúdo que se segue.   É curioso que, agora que estou a 2819 Km de casa (cálculo google maps), consumo produtos portugueses de qualidade superior àquela dos produtos que consumo correntemente em Porugal. Isto porque, por qualquer razão, a minha mãe insiste em enviar-me coisas quase gourmet vindas do país de Camões.   Por isto, quando receber um prémio importante na minha vida e tiver direito a um tempo de discurso à la (...)
04 Mar, 2011

José Luis Borges

Hoje um professor referiu Borges durante uma aula e disse que gostava que lêssemos. Não era uma leitura necessariamente académica. Não consegui resistir à curiosidade. Fiz uso do google em busca de um texto de acesso imediato escrito pelo senhor.   Foi amor ao primeiro parágrafo: "Lines consist of an infinite number of points; planes an infinite number of lines; volumes an infinite number (...)