pesquisar   

Quarta-feira, 25 de Fevereiro de 2009
e agora algo menos sentimental: os óscares

Talvez o titulo deste post devesse ser "e agora algo mais político: os óscares".

 

 

Desta vez a grande aposta dos senhores por detrás dos Oscar era a cerimónia em si, que se anunciava como "completamente diferente" das dos últimos anos, que tinham provocado um desinteresse geral. De facto, assim foi. E foi muito bem. Uma bela cerimónia.

Estava eu à espera que a transmissão começasse lá para as 3h, como costuma acontecer, quando, por acaso, depois de acordar de uma sesta, à 1h, decidi fazer zapping. Parei na TVI e estavam um moreno Hugh Jackman com uma afinada Anne Hathaway no meio de um número musical que imediatamente me prendeu. A cerimónia de entrega dos Oscar tinha começado. Depois desta bela surpresa, anuncia-se o nome da vencedora do prémio de melhor actriz secundária de uma forma absolutamente nova e muito interessante. O modelo dos cinco apresentadores foi uma aposta ganha. Mesmo quando esses cinco inclui uma Sophia Loren um tanto acabada que leu o seu texto sem qualquer expressividade. Palmas para os responsáveis pela cerimónia, definitivamente. O mesmo já não digo em relação aos premiados.

 

Quase todos os principais prémios foram entregues de acordo com a maioria das previsões. Com muita pena minha. 8 prémios em 10 para Slumdog Millionaire para, no dia seguinte, o mundo prestar atenção à Índia. Filme estrangeiro para o Japão e não para Walz with Bashir, porque é Israelita. E como a questão Palestiniana renasce, é importante não atirar achas para a fogueira. Kate Winslet, actriz cheia de tiques arrecada o prémio de melhor actriz principal sabe Deus como. Porque é que a academia tem problemas em atribuir realmente prémios à grande senhora Meryl Streep? E porque é que Danny Boyle é o melhor realizador se o senhor Van Sant é melhor que ele? Para chamar mais atenção para a Índia que para as causas dos homossexuais? Porque a Índia desvia a atenção das questões internas e o casamento gay é uma questão interna e controversa nos EUA? É verdade que Milk arrecadou os prémios de argumento e actor principal. Mas nem todos os prémios podiam ser injustos...

Estou contente por Wall-e ter vencido o filme de animação mas tenho pena que não tenha ganho no som, só pelo maravilhoso som de inicio do mac.

 

Enfim, com um bom espectáculo mas sem surpresas nos prémios, fico com dúvidas se este ano de Oscar me vai ficar na memória.



publicado por Undómiel às 14:26
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Comentários:
De violeta a 25 de Fevereiro de 2009 às 20:29
Fizeste o resumo que tive preguiça de escrever, embora confesse que adormeci antes das entregas principais. :$ Ainda assim, acho que não perdi o melhor, que foi sem dúvida a abertura! :)

(Por acaso, gosto muito da menina Winslet e não achei que o prémio tivesse sido mal entregue. Mas, sim, a Meryl tinha "prioridade". São os Oscars...)


De Undómiel a 26 de Fevereiro de 2009 às 12:36
Claro e isto também é só a minha opinião. Vale o que vale... =)


Comentar post