pesquisar   

Sexta-feira, 26 de Dezembro de 2008

- És muito bonita.

- Obrigada. Mas não sou gira o suficiente para tornar bonito este penteado horrível.



publicado por Undómiel às 16:15
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Presentes de natal e o estado do mundo

Entre as prendas que recebi este Natal está um pijama com imagens da minha personagem de bd preferida, Mafalda, de Quino. A camisola desse pijama tem uma das vinhetas mais famosas dessa bd: Mafalda fala para o seu globo e diz "Promete-me que vais durar até que eu seja grande!...".

Eu também sou Mafalda, também tenho qualquer coisa de idealista e continuo a querer mudar o mundo, apesar de não ser "aguçada" como a personagem, ou como o humor de Quino, em geral. Por isso, também estou preocupada com o facto de o mundo não durar até eu "ser grande". É certo que, na teoria não falta muito para esse momento, mas também é certo o mundo está muito doente. Mesmo que o mundo dure até eu "ser grande", não me parece que vá ser um mundo saudável... Ora veja-se o cenário actual resumido:

- Afeganistão por resolver,

- Irão por resolver,

- Coreias porresolver,

- Àfrica muito indefinida - fome e guerra por tudo quanto é sítio,

- Caxemira por resolver,

- Porrada na América do Sul por causa da cocaína e coisas do género,

- Israel e Palestina por resolver,

- Balcãs ainda muito instáveis,

- Crise económica por todo o mundo dito "desenvolvido",

- Efeito de estufa,

- População a mais,

- E mais uma série de problemas...

 

É neste mundo que eu vou "ser grande". Será que ele vai durar muito mais?

Desta vez acho que a culpa não é dos morangos com açúcar...

 



publicado por Undómiel às 14:57
link do post | comentar | ver comentários (3) | adicionar aos favoritos

Se o mundo fosse um carro e o amor o seu motor, eu seria uma peça periférica.



publicado por Undómiel às 14:34
link do post | comentar | ver comentários (1) | adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2008
2008

É inevitável, com o aproximar do fim do ano, a revisão de tudo aquilo que aconteceu durante este ano. Como sou uma pessoa egoísta, faço retrospectivas daquilo que "me aconteceu" este ano. E faço-o porque um novo ano traz, à partida, a mudança e a mudança é algo que, antes de desejar e usufruir, eu temo. Porque sou cobarde, por um lado, e porque sou responsável, por outro.

Porque 2009 se adivinha uma ano cheio de mudanças, temo-o mais que qualquer outro até hoje. Se em 2006 temia a entrada na Universidade, hoje temo a possibilidade de não fazer erasmus, temo a decisão sobre a continuidade ou não dos estudos ou a permanência ou não no estrangeiro, caso realmente rume a Weimar... E temo uma série de coisas que poderá eventualmente acontecer. (Não tanto como temo a morte ou a solidão, mas temo.)

 

O meu 2008 foi feito de:

   - Viagens. muitas:

                 * mini interrail que me levou à cidade onde eu podia passar o resto da minha vida: Roterdão;

                 * Barcelona;

                 * Veneza;

                 * Valencia;

"Viagens" significa "histórias para contar", "vivências estranhas", "vivências bonitas", "muitas personagens", "cultura",  "descoberta" e "crescimento". Na verdade, se pudesse, passava a minha vida a viajar

 

   - Aventuras mais ou menos estranhas:

                 * Barra-Tocha de bicicleta, com uma mochilinha às costas e bela companhia;

                 * Regressar de Paredes de Coura de boleia com alguém que passei a conhecer poucas horas antes da viagem começar:

                  * Paredes de Coura 2008, para cumprir a tradição e perceber que afinal há sempre algo de novo naquilo que julgamos tradicional;

                  * primeira visita a Braga e a Águeda (adoro por as duas no mesmo saco. lol)

                   * Sapo codebits e um primeiro contacto com o dia-a-dia na cidade e o mundo do trabalho

 

   - Cultura

                  * primeiro bailado - O Lago dos Cisnes;

                  * muito teatro em relação aos anos anteriores;

                  * escrever guiões para 600 pessoas avaliarem;

                  * World Press Photo;

                  * Corbusier, Bienal de Arquitectura de Veneza;

                  * The Cure, The National, Sigur Ros, Cocorosie, Sebastien Tellier, The Go! Team, dEUS, etc etc...

                  * Festival da Canção ao vivo

      

 

 

    - Uncategorized

                  * aprender que há mesmo muitos tipos de relação entre pessoas

                  * Se até tirar a carta é uma questão de sorte, então a vida é um jogo de sorte (que cliché!)

 

 



publicado por Undómiel às 02:55
link do post | comentar | ver comentários (3) | adicionar aos favoritos

Natal, Futuro, Sentido da Vida e Morangos com Açúcar

Hoje tive uma conversa com a minha irma sobre "o que é o natal". Tudo porque a unica preocupação dela, relativamente a este Natal é "vou receber poucas prendas".

Quando ela disse isto eu tentei explicar-lhe o que era o Natal e que significado deveria ela retirar do acto da troca de prendas (e não da sua quantidade). Ela respondeu "és a pessoa menos religiosa do mundo". Desisti. Não valia a pena estar a perder mais tempo.

 

Quando contei isto a um amigo meu ele arranjou a única justificação que me parece explicar isto: "é a geração Morangos com Açúcar". De facto, é isso. Esta geração está definitivamente perdida. Estas crianças estão a tornar-se pessoas vazias. À medida que esta geração vai tomando conta do Mundo, ele vai começar a perder o seu significado, porque as pessoas vão deixar de encontrar nele um significado para ele e para a existência em geral. A filosofia vai acabar e as pessoas vão transformar-se em máquinas.

 

Será que é possível inverter este processo? Será que ainda há esperança para este Mundo?



 



publicado por Undómiel às 02:17
link do post | comentar | ver comentários (3) | adicionar aos favoritos

Drama pré-passagem de ano

Ainda não tenho lingerie para o reveillon!


lol



publicado por Undómiel às 02:08
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 11 de Dezembro de 2008
O semestre está a chegar ao fim...

É engraçado rever este blog e ler os posts do início do semestre que reflectiam sobre o drama da falta de tempo por causa da abundância de actividades extra-curriculares. Agora, parece que tudo passou muito depressa e que consegui conjugar tudo lindamente para acumular uma série de sucessos. Na verdade, não houve drama nenhum. A carta foi feita rapidamente graças a uma bela dose de sorte, o alemão também correu bem e revelou-se uma língua interessante de se aprender e o curso cá vai, como normalmente, sem a dose exagerada de trabalho a que estava habituada. Ao ginásio tenho ido poucas vezes, mas sempre pelo menos uma vez por semana. Nem eu mesma acreditaria que era capaz de organizar tão bem as coisas.

 

E foi o post mais desinteressante de sempre.

Obrigada.

Volte sempre.



publicado por Undómiel às 22:46
link do post | comentar | ver comentários (4) | adicionar aos favoritos

A maldição dos concertos

 Amanhã há Deolinda em coimbra, no TAGV. Eu era para ir, mas não vou.

Há umas semanas deveria ter havido Tiago Guillul em Aveiro.

E são dois concertos aos quais eu devia ter assistido mas não assisti. Começo a pensar que há forças superiores que não querem que eu vá a concertos. Não sei bem como interpretar esta mensagem do além...

 

Mas gostava muito de ir ao concerto esgotado de Deolinda e gostava muito que o senhor Guillul não tivesse adoecido...



publicado por Undómiel às 22:26
link do post | comentar | adicionar aos favoritos