pesquisar   

Sábado, 18 de Outubro de 2008
Segredo de um Cuscuz

 Há muito que não ia ao cinema. Já mal me lembrava da sensação de estranheza que é o fim de um filme.

Segredo de um cuscuz é um bom pretexto para o meu regresso às salas de cinema e o expoente máximo da "estranheza do fim do filme". Creio que estive uma boa meia hora a digerir o filme e voltar ao mundo real e físico. Bom pedaço de cinema, este. Estranho pedaço de cinema, este.

As pessoas são a sério. As relações são como as relações a sério. A família é como a família a sério. A vida é como a vida a sério. E o filme é feito pelo realizador e pelo espectador e não imposto ao espectador.

Comer é uma coisa feia e ter barriga é normal mas também é feio.



publicado por Undómiel às 19:45
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Comentários:
De Renata a 19 de Outubro de 2008 às 19:11
Gostava de ver esse filme e depois do teu comentário fiquei ainda mais curiosa, Maura Cristina


Comentar post