pesquisar   

Terça-feira, 3 de Março de 2009
A grande cruzada - parte 4

Segunda-feira. O David tem que fazer na Universidade às 13h e até lá ainda é uma hora e picos de caminho, sempre a pedalar.

Acordar. Pequeno-almoco. Andar. Novo campus da Universidade de Utrecht. É uma coisa enorme. Há residências em formato prédio com arquitectura bué contemporânea no meio e uma biblioteca maravilhosa. Todos os edificios sao mais ou menos novos e altos. Um deles está ligado ao Hospital e é muito fixe de se explorar, cheio de vidro e estudantes de bata a circular. Muitos dos edifícios sao coloridos, mas duma maneira que o Tomás Taveira devia aprender, porque sao giros. A biblioteca é enorme e está muito bem equipada. Tem mais de 6 pisos, todos com montes de livros e de computadores. E toda a gente que tem um computador à frente está mesmo a trabalhar. Até me senti mal por andar ali no meio de maquina fotográfica ao pescoco. Nem tirei fotos. Mas sentei-me nos sofás das áreas vazias, extra biblioteca que existem para as pessoas comerem, à boa maneira dutch, as suas sandes e snacks. Os edifícios têm, plo que percebi, áreas com micro-ondas, lava louca e cafeteira eléctrica para as pessoas tratarem do seu almoco pouco substancial. Nao há cantinas. Perto do Campus há um antigo forte, do séc. XIX. Mas as visitas só comecam em Abril. O que é uma pena.

E depois do campus, jantar. Utrecht. Restaurante mesmo junto ao canal, à moda de Veneza. Muito caro. Quando saio, nao tenho bicicleta. Roubaram-ma. Viagem atribulada até casa sentada no ferro para a carga da bicicleta do Markl. Mais confortável do que o previsto, ainda assim, hoje doem-me os abdominais. Belo exercício.



publicado por Undómiel às 12:29
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Comentários:
De Inês a 3 de Março de 2009 às 17:22
és mais fiel a descrever os teus dias que eu. sim senhor bela viagem, quero saber mais mais mais!


Comentar post